• Vanessa Grauth

M A R A G O G I: O Famoso Caribe Brasileiro ♥

Atualizado: 1 de Dez de 2018

Para quem me conhece, sabe que sou apaixonaaaada pelo Nordeste, mas confesso que MARAGOGI ganhou meus olhos e um lugar todo especial no meu coração! <3


Foto: Praia de Barra Grande - Maragogi

Você também é desses que tem aquele sonho de ir ao México e conhecer o maravilhoso Caribe, mas nunca tem grana o suficiente para de fato realizar esse sonho?

Te preocupa nãão coleguinha! Porque quando eu digo que o Brasil é MA-RA-VI-LHO-SO, é porque ele É MEIXXXXMO! Hahaha Deixem disso, pois eu vos apresento os mares de Alagoas! É muito mais econômico e garanto que em quesitos de beleza em praia/natureza, não vai perder nada! #ésurreal


Pra quem ainda não sabe, Maragogi é uma cidadezinha pacata que fica localizada no estado de Alagoas. Porém, sua localização é extremamente estratégica para nós meros mortais que moramos em outras regiões do Brasil e temos que chegar até lá de alguma forma. Pois, fica quase no centro geológico entre Recife (Capital de Pernambuco) e Maceió (Capital de Alagoas).


Reparem na fotênha aí:

Falando em localização...


Como Chegar?


Bom amores, para quem vai de avião, será necessário escolher se quer chegar por Pernambuco ou Alagoas. Normalmente as pessoas pensam: “Se Maragogi é em Alagoas, então bora chegar por Alagoas...” E não está errado, mas na verdade não fará taaanta diferença. Porque como eu disse ali em cima, a distância é quase a mesma entre as duas capitais. Então aqui vai a minha primeira dica: SEMPRE pesquisar antes de fechar a viagem, os valores das passagens e assim decidir para qual das capitais você quer ir (seja quando estiver fechando um pacote, ou quando estiver indo por conta mesmo).

Ou faça como eu, otimize a sua viagem e aproveite o caminho entre os aeroportos até Maragogi. Porque você encontra praias incríveis no meio do caminho e super vale a pena dar uma passada (pra quem vai de galera e aluga carro então, SUPER compensa pesquisar antes e REAL fazer jus àquela expressão “enjoy the journey”, aproveite o caminho até seu destino principal).


Já diziam que a vida é feita de escolhas né mores, então eu optei por descer em Recife, por alguns motivos:


1. Tenho amigos que moram lá e estava com saudade;

2. Passagem estava relativamente mais barata pra Recife do que Maceió (o que não é tão comum);

3. Amo essa cidade e queria apresentar ela pra minha mãe, já que essa viagem fiz com ela (PRECISO FAZER POST SOBRE RECIFE/OLINDA, ME COBREM! RS);

4. Porto de Galinhas e praia de Carneiros fica no caminho para Maragogi.


Chegando em Recife/ Maceió você tem algumas opções para ir até Maragogi: 1. Pegar um ônibus/van de turismo que sempre sai dos aeroportos com um monte de gente (Ponto negativo: Tem que bater seu horário com a saída dessas vans e as vezes ficar esperando um tempão no aeroporto);

2. Alugar um carro por alguns dias (SUPER INDICO, PORQUE VOCÊ GANHA MOBILIDADE E INDEPENDÊNCIA PARA IR EM VÁRIAS PRAIAS LINDAS AO REDOR DE MARAGOGI, INCLUSIVE, APROVEITAR E IR PARANDO NAS PRAIAS LINDAS E MEGA TURÍSTICAS QUE TEM NO CAMINHO);

3. Pagar um transfer particular ida e volta do aeroporto até sua pousada (média de 490R$ para duas pessoas. Pra quem quer conforto e facilidade, essa é a melhor opção, sem dúvidas! );

4. Ir de ônibus convencional meeixo da rodoviária de Recife para Maragogi (opção mais barata pra quem viaja sozinha e tem uma pegada mais “mochileira” Você pagara entorno de 70 reais nas passagens).


Como estava viajando com a “mamis poderosa”, fiquei entre a opção 2 e 3. Mas depois de muito medo da minha mãe em estar comigo dirigindo em estradas desconhecidas...



Não sei por quê minha mãe não quis... Dirijo tão bem! HAHA

...decidimos - ok, ela me forçou com aquelas ameaças psicológicas de mãe “Ai Vanessa, não sei não! Tô sentindo que melhor não...”. É tipo quando ta mega calor e elas mandam a gente levar casaco, pq vai esfriar sabe?! Kkkkk - optamos por transfer que nos buscasse e deixasse na porta da pousada.

E sim, foi uma boa escolha!! A empresa que contratamos se chama AZULMAR, além de transfers, também realizam passeios e alugam carros na região. (https://www.azulmarturismo.com.br/ - o link pra quem tiver interesse. Tenho os contatos de whatsapp também para quem quiser, é só pedir lá no insta do chá ou para mim).


Sobre a cidade e hospedagem:

Panorâmica do Centro de Maragogi do Mirante do Cruzeiro

Maragogi é real bem pequena e pacata, possui uma orla principal que é onde se concentra o maior agito da cidade, tem alguns restaurantes, muitas pousadas e hostels na frente e dali consegue muitos “guias turísticos” e bugueiros. No centrinho, encontramos mercados, lojas de souvenir, farmácias e alguns restaurantes. A cidade não possui muita opção de balada e agito.

Aliás, se você estiver procurando por vida noturna, badalação e agito, seu destino não é Maragogi (se esse for seu objetivo comenta lá no insta que já providencio post sobre lugares mais agitados).

Eu costumo brincar que lá é incrível, mas funciona como um refúgio da vida agitada nos grandes centros. Vá de casal, vá de família, vá para relaxar e ficar encantada com o que a natureza pode te oferecer! Mas só... (sério, é de encher os olhos e só conseguir dizer “NOSSA!” ao olhar aqueles azuis do mar).

Além do centro de Maragogi, existem outras regiões bem delícia para se hospedar, como por exemplo, Barra Grande - que fica a 10min de carro/ônibus do centrinho e possui pousadas, restaurantes, mar e pessoas incríveis! Eu me hospedei por lá, na Pousada Costeira da Barra.


Pousada Super FOFA, com café da manhã, piscina grande e bem cuidada, a 2 quadras da praia de Barra Grande - PRAIA INCRÍVEL e bem vazia – e o melhor, por apenas 120 reais para duas pessoas a diária.

Por falar em Barra Grande, o melhor da vila são os moradores extremamente simpáticos e únicos. De todos que conheci, não poderia deixar de citar um “perso/nagem que encontrei blogueirando com seus stories” por lá: @cledsonmello, figura conhecida na região e um sarro com seus vídeos.

Também a Alice Menezes da recepção da Pousada Costeira da Barra e a mãe dela, dona Adélia, que é uma fofa e até se ofereceu a nos levar pra escola para justificar nosso voto.

Ao guia Ronaldo que desde o dia que pisamos na praia pela primeira vez, não deixou de distribuir simpatia e eficiência nos serviços oferecidos, assim como também o bugueiro Marcondes que além de simpatíssimo, ter bom gosto musical (tava tocando Jack Jhonson caaaaara #jamecativou) ainda me contou qual era um dos melhores drinks do Meraki Bar (eu não lembro mais o nome dele, porque sou dessas esquecidas, mas é o que tem kiwi e um picolé de uva no meio *-* MA-RA-VI-LHO-SO).

Enfim, são tantas pessoas que passam e nos marcam de alguma forma, que eu ouso a dizer que é uma das minhas partes favoritas das viagens que faço: conhecer não somente lugares, mas também pessoas e suas histórias reais que contam um pouquinho da história do lugar.



O que fazer/conhecer:


1. Passeio de Buggy: Você contrata um bugueiro pra te levar por todas as praias ao redor durante uma manhã inteira (dependendo do bugueiro, eles não determinam horário para fim do rolê. Vai conforme tu vai conhecendo e aproveitando cada praia).

A primeira parada é sempre no Mirante do Cruzeiro que fica no alto de Maragogi, e tem uma vista incrível. Lá em cima tem um restaurante e uma pousada. Cobram uma taxa de 3R$ para entrar e tirar fotos.

Eu não fiquei para ver, mas o por do sol dali de cima, em conjunto com aquele azul lindo do mar, deve ser INCRÍVEL;

Depois, vamos passando de praia em praia, parando para tirar as fotos nos buracos com formatos de coração, cavernas, estrelinhas e de cima de um coqueiro. Passamos pela praia da Bruna, Antunes, Bugalhau, Barra Grande entre outras. Todas LIIINDAS!!!

Esse é um dos passeios que eu mais recomendo! VALE A PENA pagar os 60 reais por pessoa e conhecer - nem que seja um pouquinho - todas as praias da região.



2. Mergulho/flutuação nas piscinas naturais (GALÉS): Esse passeio é realizado nos horários diversos – normalmente bem cedo - que é para pegar a maré ideal para chegar de lancha ou catamarã até os corais. Eu paguei 70 reais o passeio, mas ao chegar no local, ainda aluguei por 20 reais um Snorkel.

Esse passeio você pode comprar para três piscinas naturais de Maragogi, isso vai depender de onde você vai comprar o pacote. Mas na hora ninguém te informa desses detalhes. Porque a maioria das pessoas acham que é só em um único lugar que ocorre o passeio...


Então vou compartilhar com vocês a DICA que os próprios moradores deram para mim.

Que foi: Não compre o passeio para a Galé - no centrinho de Maragogi -, compre pra ir na piscina natural da praia da barra grande, porque é bem mais vazia. Dessa forma, consegue ter mais qualidade nas suas fotos e na visibilidade da água (quanto menos gente = menos agitação = água mais translúcida = fotos melhores = mais peixinhos nadando com você).

No final, para quem faz o passeio nas piscinas naturais de Barra Grande, eles levam as pessoas para um local chamado Caminho de Moises (vou falar mais sobre ali em baixo) e depois retornam para a praia, em frente ao restaurante Meraki Beach;



3. Caminho de Moisés: Bom, o próprio nome é bem sugestivo né?! Rss; O caminho nada mais é que uma estrada de areia que se abre no meio no mar, por quilômetros, durante a maré baixa (NÃO DEIXE DE OLHAR A TÁBUA DA MARÉ PARA CONFIRMAR OS HORÁRIOS DA MARÉ CHEIA E BAIXA). É a coisa mais linda e uma delícia caminhar dentro do mar com a água batendo na canela, quentinha e mega translúcida.

Ali ficam alguns barcos atracados vendendo drinks, água de coco e refrigerante para os turistas que vêm dos passeios da piscina natural, ou para os que chegam andando pelo mar.


Não somos Jesus, nem Moisés, mas já podemos falar que em certa hora o mar se abriu e pudemos andar quilômetros à dentro ;) Hahaha



"Comer, comer, para poder crescer" :


Em Barra Grande, os melhores restaurantes são o Pontal do Maragogi e Meraki Beach. Oferecem comidas típicas, diversos tipos de peixes, porções e bebidas maravilhosas. A maioria das porções servem para duas pessoas (isso comendo muito bem).

O preço não é o dos mais econômicos, mas não foge muito dos padrões de restaurantes de beira de praia.

A média das porções completas (arroz, salada e algum acompanhamento principal) na média de 70 R$ a 130R$. Depende muito do que quer consumir.

O Pontal do Maragogi, além de venderem comida e porções, também vendem hambúrgueres gourmet. Esse restaurante fica em conjunto com uma pousada, e nessa pousada, durante o dia, deixam alguns animais silvestres (araras e cobras) presos tipo em um viveiro para os turistas tirarem fotos e terem "mais contato com a natureza"... (Ahh, e eles também te buscam e trazem na porta do hotel, é só agendar).


Mas claro, pra quem é curioso e gosta de economizar uma graninha (e quem não?! haha), vale a pena passar pelos mercadinhos da cidade e comprar aquela água, cervejinha e tudo mais pra deixar no seu cooler ou frigobar.

Comer os lanches das lanchonetes perto da praça do boi, ou se aventurar a ir pro centro de Maragogi e ir nas lanchonetes de lá. Aos sábados, algumas possuem cantores com musica ao vivo e Bomba!


Ponto Negativo de se hospedar em Barra Grande:


Querendo ou não, a maior infraestrutura da cidade fica no centrinho de Maragogi e os meios de transporte público para lá é por van ou ônibus (4R$). Porém, só funciona até as 18 horas. #BAD

Após esse horário, só pegando uma carona, ou combinando com algum bugueiro/empresa turística para te buscar. E essa brincadeira sai em média 25 reais cada trecho.


Ponto Positivo de se hospedar em Barra Grande:


Pra quem gosta de calmaria e praias mais vazias, barra grande é EXCELENTE! Pousada na beira da praia com preço acessível. Praia Incrível e lindaaa!


E eu acho que é isso, dei uma resumida e se esqueci de alguma informação que queiram saber, conta pra gente lá no insta do chá @ochadasquatroblog.

Se gostou do post e quer mais resumos como esse, dicas de mais lugares, sugestões de destinos e roteiros?!? Conta pra gente e compartilhe também suas histórias por esse mundão lindo que temos para explorar.



Até o próxima "Check-in" #tealovers ! <3


#maragogi #praiadebarragrande #alagoas #cabirebrasileiro #ochaviaja

282 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

© O Chá das Quatro

              2018.